Quais são as causas da hemorroida? Saiba mais sobre a doença com o IMA

Mais de 5% da população, atualmente, é acometida por doenças do canal anal no mundo todo – na mesma proporção para homens e mulheres. Dentre essas doenças, uma das que mais incomoda nos afazeres do dia-a-dia é a hemorroida.

A hemorroida se caracteriza por veias dilatadas ao longo do canal anal que, quando sofrem um trauma, podem se romper e sangrar. Esta situação pode ocorrer internamente ou externamente, e também pode variar pela gravidade. Em graus mais elevados, o tratamento pode envolver intervenção cirúrgica. “O tratamento dos casos mais leves evita a evolução para os graus mais críticos. Por isso, é importante procurar um especialista logo no início”, recomenda Marcos Bonardi, coloproctologista do Instituto Mário de Abreu.

Fatores que contribuem para a hemorroida:

  • Alimentação

Entre os alimentos e bebidas que podem inflamar e irritar o cólon, os principais são os alimentos ricos em gorduras, bebidas gasosas, queijos curados, bebidas álcoolicas, mariscos, café, chocolate e alimentos muito salgados. E a pimenta, ainda que não seja uma origem direta da hemorroida, necessita ser administrada com cautela se o paciente já tiver predisposição para a enfermidade, já que sua ardência pode irritar o canal anal.

  • Fator genético

A predisposição familiar e, posteriormente, o estilo de vida – com fatores agravantes –, contribuem para o desenvolvimento da doença precocemente. Se há histórico familiar, a prevenção deve ser seguida com ainda mais cautela.

  • Atividade física

Existem alguns tipos de atividades físicas que podem agravar o problema. Exemplos são a frequência em andar de bicicleta, a cavalo ou exercícios intensos de levantamento de peso. Essas situações, ao gerarem compressão sobre a região anal, promovem um aumento da pressão nas veias da região anal.

  • Prisão de ventre

Um dos principais fatores do agravamento é o intestino preso, já que irrita o canal anal pela frequência do esforço no local. Uma boa dieta pode amenizar esse problema.

  • Gravidez

“O fator de risco para as grávidas é causado pela pressão exercida na região pélvica e pelo aumento do peso, que também pode facilitar o surgimento do problema”, explica o coloproctologista. Além disso, as mulheres em período de amamentação também precisam se prevenir, já que se perde muita água na fabricação do leite materno – tornando o bolo fecal mais seco e com mais chances de causar traumas nas veias do canal anal.

Como prevenir a hemorroida com 3 passos

  1. Uma dieta rica em fibras ajuda a tornar as fezes mais suaves, assim como a ingestão de bastante líquido.
  2. Atividades físicas ajudam o intestino a funcionar melhor.
  3. Evitar segurar a vontade de evacuar é importante.

E caso você já tenha o diagnóstico: a cirurgia de tratamento da hemorroida é a cirurgia mais habitual do Instituto Mário de Abreu. Entre em contato conosco e não hesite em tratar de sua saúde.