Qual é a diferença entre a Síndrome do Intestino Irritável e a Doença Inflamatória Intestinal?

9 de julho de 2018

As duas condições são constantemente confundidas pelas pessoas. Mas o coloproctologista Olival de Oliveira Júnior, do Instituto Mário de Abreu, tira a dúvida de qual é a diferença entre a Síndrome do Intestino Irritável e a Doença Inflamatória Intestinal aqui nessa matéria. Confira:

Qual é a diferença entre Síndrome do Intestino Irritável e a Doença Inflamatória do Intestino?

“A síndrome do intestino irritável (SII) é uma situação funcional. O intestino funciona mal de alguma maneira – ou ele funciona pouco, ou ele funciona muito, ou ele vai formar gases, ou ele vai estufar, ou ele vai dar dores… e assim por diante”, explica o coloproctologista. Mas isso, segundo o médico, não se caracteriza como uma doença, e sim apenas como uma alteração funcional.

“A SII pode ser comparada a uma enxaqueca: a enxaqueca é caracterizada pela dor de cabeça, mas não representa uma doença. A SII pode ser causada por momentos de estresse – e quando desaparecem as causas do estresse, os sintomas também se diluem”, compara. Os sintomas da SII incluem dor abdominal, estufamento, diarreia ou intestino preso.

Já a Doença Inflamatória Intestinal é caracterizada como doença por ser uma alteração no sistema imunológico que precisa ser tratada. Os sintomas normalmente são as diarreias, sem intestino preso. Nessa diarreia, pode ser observado sangramento, muco ou pus, além de ter uma alta frequência.

Um quadro de DII, então, pode até mesmo levar a um quadro de hemorroida grave, já que a evacuação é constante e ácida.

Quais são os tratamentos?

Para a SII, o que se pode fazer é amenizar os sintomas. São recomendadas mudanças no estilo de vida do paciente: incorporar suplementos de fibra e de medicamentos anticolinérgicos, antiespasmódicos, antidepressivos (em doses menores) e remédios contra a diarreia, que devem vir acompanhados de alterações radicais na dieta (eliminação de bebidas gaseificadas, alimentos gordurosos e glúten da alimentação diária).

Para a DII, o tratamento clínico ou medicamentoso é indicado nas formas iniciais da Doença de Crohn e RCUI. O objetivo do tratamento é suprimir a resposta inflamatória alterada do organismo e permitir a cicatrização do tecido gastrintestinal lesado. Uma vez que os sintomas, como a diarreia e dor abdominal, estão controlados, é possível manter o paciente por longos períodos de remissão (sem sintomas). Porém, até o momento, não existe uma medicação que cure definitivamente a doença inflamatória intestinal.

Não adie seu tratamento. Agende sua consulta online neste link ou pelo telefone (41) 3232-1262.