Disfunção erétil – você conhece as causas e os tratamentos?

Você sabia que a disfunção erétil atinge mais da metade dos homens com mais de 50 anos? E, além desse dado impactante, a disfunção não afeta só os mais velhos. Os jovens também apresentam esse problema, porém têm como principal causa a ansiedade, que também pode refletir em uma ejaculação precoce.

E é preciso cuidado, por parte dos jovens, nesse tópico: o uso desnecessário de remédio pra impotência (chamado de uso recreativo), por questão de inseguranças emocionais, pode gerar muito mais problemas do que apenas assegurar a ereção.

O urologista André de Matos explica por que usar remédio pra impotência sem precisar pode ter riscos. “Um dos problemas disso é a dependência emocional, em que a pessoa passa a precisar sempre do remédio, já que ele acha que não irá conseguir sem o medicamento”, explica. “O outro problema é que o corpo acostuma com o medicamento, e, caso a pessoa realmente precise do remédio algum dia, o remédio pode não funcionar como funcionaria normalmente”.

Causas mais frequentes

Em homens jovens, podem ser incluídos nas causas os problemas emocionais e psicológicos – como, principalmente, a ansiedade e a insegurança com o desempenho sexual. Mas as causas também podem estar relacionadas ao organismo físico, como obesidade, alterações hormonais, tabagismo e o uso de anabolizantes.

Em homens mais velhos, a deterioração do organismo acaba resultando nessa disfunção. Alguns exemplos são descontroles como a diabetes, medicações para pressão alta, problemas cardiovasculares, níveis elevados de colesterol e triglicerídios – isso pode gerar alterações circulatórias e causar a disfunção erétil.

Tratamentos

O urologista André Matos explica os tratamentos para seus pacientes utilizando os “degraus”, dependendo do nível da disfunção. “São três degraus de tratamento. O primeiro degrau é representado pelos comprimidos, ingeridos oralmente. O segundo degrau, quando o primeiro tratamento falha, é o remédio injetável no pênis (apesar dos homens se assustarem com esse método, ele é quase indolor e é muito eficiente)”, afirma o médico.

“E o terceiro tratamento é a colocação de prótese peniana. Assim como existem próteses de silicone para as mulheres, existem próteses de silicone para os homens. Elas podem ajudar em casos mais severos, nos quais os dois primeiros degraus não resolvem”, termina.

Aqui no Instituto Mário de Abreu, uma ótima equipe de urologia está preparada para te atender. Se você sofre com a disfunção erétil, não perca tempo e agende sua consulta com o Instituto Mário de Abreu pelo número (41) 3232-1262.